' '

O QUE ERA O ESPINHO NA CARNE DE PAULO?

 
E para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte. Por causa disto, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim. Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo" (2 Coríntios 12:7-9).

Espinho significa farpa, estaca ou algo pontiagudo. Aqui pode ser uma alusão a inimigos, como em Números 33:55, Mas se não lançardes fora os moradores da terra de diante de vós, então os que deixardes ficar vos serão por espinhos nos vossos olhos, e por aguilhões nas vossas virilhas, e apertar-vos-ão na terra em que habitardes”.

Carne aqui pode referir-se ao corpo físico ou à natureza pecaminosa.

Existem três interpretações básicas para o significado do espinho na carne de Paulo, e são as seguintes:

1. Se o termo carne é uma referência ao corpo, então o espinho pode ter sido uma doença, como dor de ouvido, de cabeça, problemas na vista, epilepsia ou febre crônica;

2. Se o termo carne é uma referência à natureza pecaminosa, então esse espinho pode ter sido algum tipo de tentação;

3. Se a expressão é figurativa, pode referir-se à perseguição ou às oposições.

A maioria dos comentaristas acredita que o espinho era ou uma doença (problema na vista, com base no texto de Gálatas 4:15, “Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis”), ou inimigos, dado o contexto bíblico em que está inserido e a interpretação comum dos judeus para o termo espinho.

Há muitas especulações sobre o espinho na carne de Paulo. Alguns pensam que ele estava perdendo sua visão. Outros dizem que ele tinha uma dificuldade de falar, ou alguma forma de paralisia. O fato é que ninguém sabe o que era! Paulo não disse, e todas as nossas especulações nos deixarão ainda sem nenhuma resposta certa.

Mas há algumas coisas que podemos aprender aqui:

1. Precisamos admitir quando não sabemos.
A arrogância de alguns pastores e professores que parecem pensar que têm todas as respostas, até mesmo as coisas secretas de Deus:

“As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei” (Deuteronômio 29:29).

"Se alguém fala, fale de acordo com os oráculos de Deus" (1 Pedro 4:11).

Quando Deus fala, precisamos falar com confiança e com audácia. Quando Ele se cala, não ousemos ter a presunção de falar.

2.Precisamos entender que Deus pode dizer não.

Promessas tais como João 15:7 ("Pedireis o que quiserdes, e vos será feito") são frequentemente mal entendidas. Muitas pessoas acreditam e pregam que Deus dará tudo que pedimos. Mas outras passagens nos recordam que as orações precisam ser de acordo com a vontade de Deus, não com a nossa (1 João 5:14; Tiago 4:3).
O caso de Paulo mostra claramente que Deus pode dizer não ao pedido de um discípulo fiel. Quando não recebemos o que pedimos, isso não é necessariamente evidência de falta de fé. Pode simplesmente sugerir que Deus, em sua infinita sabedoria, decidiu que era melhor não conceder o pedido.

3.O povo de Deus sofre nesta vida.

A doutrina popular de que os justos são sempre abençoados e protegidos do sofrimento nesta vida é absurdo e falso. Paulo era dedicado como qualquer cristão e sofreu mais do que a maioria. Jesus nunca pecou, mas sofreu terrivelmente. Os pregadores de hoje que declaram que o sofrimento prova uma falta de fé estão condenando alguns dos maiores homens que viveram, entre eles Jó, Paulo e até mesmo o Filho de Deus!

6 comentários:

  1. Amem servo de Deus, de todas as interpretações que vi e ouvi de muitos homens de Deus devo confessar que esta foi a que mais clara e objectiva se pareceu... Obrigado por deixar-se ser usado por Deus na simplicidade e profundidade! Um abraço

    ResponderExcluir
  2. sim primeiramente quero agradecer o que foi dessecado as causas,penso que sim uma enfermidade física,uma sequela,devido ao tombo de cavado a caminho de damasco,pois Saulo era muito arrogante e perseguia os cristãos,e o senhor o abateu para que ele se torna-se humilde e jesus disse "" a minha graça te basta""

    ResponderExcluir
  3. Penso e acredito que a carne a que Paulo se refere aqui é com respeito a natureza egoista e soberba do homem que não quer ser visto como fraco perante todos mas como forte, poderoso e impressionante. Imagina comigo que você(CRENTE) tenha um filho que te admira muito, que te considera como o seu herói, como aquele que o protege de tudo que o ameaça, e de repente ele apanha de um colega na escola e diz que vai chamar o seu herói, ou seja, você que é o seu pai, e entao voce chega e começa tirar satisfaçao da criança que bateu no seu filho, e entao o pai da criança chega neste exato momento e ti vê se alterando com o filho dele. Então ele perde a cabeça te humilha perante todos na escola e perante o seu filho, dando-lhe um soco na cara(QUE ESPINHO NA CARNE HEIN ?) ISSO IMCOMODA BASTENTE. Humanamente falando como será que seu filho vai te ver daqui pra frente? É isso mesmo, como UM FRACO( Que espinho nao?). Se você baixar a cabeça e der a outra face como rege o cristianismo, seras considerado pelo seu filho e perante a escola como um fraco.Nesta hora com certeza o diabo vai te tentar a mostrar que voce é forte e nao FRACO. Nesta situaçao Jesus nos ensinou abaixar a cabeça e virar a outra face. Mas Senhor, eu serei considerado como um fraco pelas pessoas! e o meu filho o que vai dizer de mim ?
    O verdadeiro cristianismo nos humilha perante o mundo, humilha o nosso lado humano. Era mais ou menos isso que Paulo estava sofrendo aqui. O diabo enviou um mensageiro com o objetivo de humilhar o apostolo mas Jesus lhe pediu para que ele virasse a outra face, que no ponto de vista humano seria um sinal de fraqueza, mas na ótica de Deus sinal de força, " pois o meu poder se aperfeicoa na fraqueza". humanamente falando o cristianismo é fraqueza. Quanto mais nós negamos a nós mesmos, mais enfraquecemos o nosso lado humano, a nossa carne, o nosso orgulho e o poder de Deus se aperfeiçoa em nós. O diabo estava usando de falsos apostolos e de falsos doutores para ferir o servo de Deus. As igrejas estavam impressionadas com esses falsos profetas pregando-lhes mentiras em nome da verdade. Isso era um espinho, isso feria o lado humano de Paulo. O diabo dizia" MOSTRA QUE TAMBEM VOCE É FORTE PAULO. VOCE TAMBEM É JUDEU, VOCE FOI FARISEU, USA DA SUA TEOLOGIA QUE VOCE APRENDEU AOS PÉS DE GAMALIEL PRA MOSTRAR QUE ES FORTE. MOSTRA PRA TODOS QUE VOCE FOI ESCOLHIDO POR DEUS CONTA-LHE SOBRE SUAS VISOES CELESTIAIS. Mas Paulo escolheu se humilhar, humilhar o seu lado humano, e como isso dói, " mas o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza", ele escolheu negar-se a si mesmo. Ele escolheu continuar passando nescessidades por causa de Jesus. Ele escolheu virar o rosto pra quem lhe feria, ainda que com isso ele perdesse a reputaçao de grande homem de Deus. Ele escolheu negar ainda mais os prazeres carnais, considerando como esterco aquilo que humanamente ele poderia se orgulhar. Perdeu tudo, tornou-se um lixo para o mundo e um fraco para a igreja, mas poderoso por seu Deus. Nao precisamos mostrar para o mundo que somos fortes porque a " Graça nos basta". É Cristo que mostra que somos fortes atraves de sua graça. Quanto mais negamos o pecado, tanto mais o poder do Espirito nos enche, ate ao ponto de estarmos cheios ou plenos do poder de Deus. Enfim " Se pelo Espirito mortificares as obras do corpo, vivereis"

    ResponderExcluir
  4. O espinho na carne de Paulo, era na verdade seu próprio ministério, ninguém aceitava ele como apóstolo, pelo fato de não ter andado com Cristo, e nem viu Cristo, porém ele tentando se defender contou seu testemunho dizendo , que no caminho a damasco ele viu Cristo , e notem , que sempre em suas cartas ele começa a se defedender dizendo: Eu Paulo apóstolo de Cristo, não chamado pelo homem e sim por Deus. Obrigado Jesus por me ensina , e agora passo meus ensinamentos. pr Sandro Bacelar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando alguém se exalta com seu ministério e cai, será para sempre seu espinho, para que ninguém se exalte diante do poder que Cristo da receba

      Excluir
    2. Quando alguém se exalta com seu ministério e cai, será para sempre seu espinho, para que ninguém se exalte diante do poder que Cristo da receba

      Excluir

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.