' '

TIRAI A PEDRA

"Jesus, pois, movendo-se outra vez muito em si mesmo, veio ao sepulcro; e era uma caverna, e tinha uma pedra posta sobre ela” (João 11.38).

Aqui fica claro que temos um Deus que se importa conosco, a ponto de demonstrar toda sua comoção publicamente. Jesus chorou, mas não pranteou um lamento sem esperança como os outros. Ele sabia o que iria acontecer, mas sua compaixão o levou às lágrimas.
Naquele tempo, os sepulcros normalmente eram cavernas esculpidas nas montanhas. Eram suficientemente grandes para que as pessoas pudessem andar dentre deles. Os corpos dos falecidos eram colocados na tumba, e uma grande pedra fechava a entrada do túmulo.

“Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: SENHOR, já cheira mal, porque é já de quatro dias” (João 11.39).

Uma das primeiras reações das pessoas, diante de problemas de difíceis soluções, é só enxergar obstáculos. Foi o que Maria enxergou: “Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias”.

De nada adiantaria remover a pedra da entrada do túmulo de seu irmão Lázaro.

Fazer Lázaro voltar à vida era uma tarefa impossível aos homens, mas possível a Deus. Remover a pedra, porém, era uma tarefa que os homens poderiam fazer. E Jesus deixou esse trabalho a cargo deles.

“Disse Jesus: Tirai a pedra. Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?” (João 11.39,40).

Um milagre requer uma parceria entre Deus e o homem. O homem entra com a fé; Deus entra com a ação sobrenatural. Se o homem não entra com sua parte, a fé, o milagre não vem, pois “sem fé é impossível agradar a Deus”. É óbvio que Deus pode fazer tudo só, mas agrada a Deus a fé nele depositada pelo homem. Por isso a Bíblia diz: “Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração” (Salmos 37.4).

O evangelho de Mateus 13.57,58 registra que Jesus deixou de fazer milagres em Nazaré devido à incredulidade das pessoas.

“E escandalizaram-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, a não ser na sua própria pátria e na sua casa. E não fez ali muitas maravilhas, por causa da incredulidade deles”.


Uma coisa é a fé teórica; outra coisa é a fé provada, vivenciada; é a maravilhosa experiência da relação homem/Deus nos momentos mais difíceis da vida.

“Tiraram, pois, a pedra de onde o defunto jazia. E Jesus, levantando os olhos para cima, disse: Pai, graças te dou, por me haveres ouvido” (João 11.41).

Ao que parece, a declaração de Jesus aqui é uma referência aos versículos 25 e 26, que diz: “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?”. E uma resposta aos mensageiros descritos no versículo 4:  “E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela”.

Há vezes em que, diante de uma tribulação, de um problema de difícil solução, sentimo-nos desanimados, abatidos, e não temos disposição para remover a pedra que impede nosso acesso à solução dos problemas; só pensamos no “mau cheiro” dos problemas.

Mas Deus, que é maior que todos os problemas, nos diz: Tirai a pedra! Se nós não removermos a pedra da nossa incredulidade, se não exercermos a nossa fé, perderemos a oportunidade de dizer, como Jó: “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem” (Jó 42.5).

Você está passando por alguma situação difícil? Esse problema já é de “quatro dias” e já “cheira mal”? Já recorreu a Deus e a resposta ainda não chegou?
Continue confiando, Ele sabe o tempo de te dar a bênção.
Não desanime, remover a pedra significa fazer a sua parte para a solução do problema.
Exerça sua fé, mas Deus espera que você faça sua parte, sem o que você não verá a glória de Deus. 
·      Quando Jesus chegou a Cafarnaum, os cobradores de impostos perguntaram se Ele não paga dracmas. Jesus pediu que Pedro fosse ao mar e pescasse o primeiro peixe que subir e abrir-lhe a boca e tirar uma moeda chamada estáter. (a moeda usada para pagar o imposto não estava mais em circulação, por isso era comum o imposto ser pago por dois homens com um estáter, que valia quatro dracmas).
·      Deus, através do profeta, mandou Naamã mergulhar no rio sete vezes para ficar curado da lepra.
·      Jesus mandou os discípulos lançarem a rede outra vez ao mar para terem sucesso na pescaria.
·      Jesus mandou os apóstolos recolherem cinco pães e dois peixes pra que os multiplicasse e alimentasse a multidão.
·      Jesus mandou os serventes nas bodas em Caná da Galileia encherem as talhas com água para que a transformasse em vinho.

Queremos ver milagres em nossa vida? Não duvidemos das promessas de Deus. Se diante de um problema Ele nos mandar remover a pedra que serve de obstáculo à solução esperada, obedeçamos.

Deus sabe até onde vai a nossa capacidade de lutar, e não deixará que carreguemos fardos superiores à nossa força. Ele não espera o impossível de nós, e sabe o tempo certo de agir em nosso favor.

Disse Jesus, em Mateus 11.29,30:

“Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

Então, quando diante de um problema sentires que, realmente, nada podes fazer, e que se esgotou toda tua capacidade física, mental, emocional e espiritual lembra-te que Deus é maior que todos os problemas, e que ainda te resta a fé.


6 comentários:

  1. esse testo meche muito com a gente comtinua nesse proposto e Deus vai te a abençoa muito maia e mas

    ResponderExcluir
  2. Eu confio em ti Senhor, sei que não me deixarás. Essa leitura multiplicou ainda mais a minha fé que Deus faz milagres!

    ResponderExcluir
  3. Deus falo muito comigo através desses versículo....Que Deus possa abençoa a vida de vcs

    ResponderExcluir
  4. Um tremendo ensinamento!Quando Jesus chegou na sepultura o milagre já havia acontecido!Pois chamou Lázaro pelo nome !E só os vivos podem ouvir! Ouça a voz de Deus falando e retire a pedra da sua vida!

    ResponderExcluir
  5. Amém Deus é maravilhoso eu creio nessas palavras ela serve de aprendizado pra minha vida é muito bom aprender cada dia mais sobre a palavra de Deus

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.